Páginas

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

inconsequente sanidade

"Me deixe em paz
A minha paz não se confunde mais com a dor
Da solidão
Deito no chão..."

- Daniel Zen


Estar livre causa essa sensação, a liberdade ao mesmo tempo que te mostra vários caminhos por onde seguir de te deixa sem ao menos uma opção prioritária, mas a reação devida a essas grandes possibilidades é aquela de não saber a onde ir. O estado solteiro é ao mesmo tempo fascinante... tem cores negras em sua áurea.

Nos momentos que estive mais em paz comigo mesmo, são esses de pura solidão, quando não se ama, apenas, se gosta, quando ainda não se odeia, apenas se sente raiva, principalmente quando ainda não te conheço e nem você me conhece. São nesses momentos onde tudo é muito superficial que me sinto mais a vontade comigo.

E são nesses momentos simples porém perversos que me descubro a cada noite.
Related Posts with Thumbnails

2 comentários:

ana helena disse...

a liberdade...ahhh a liberdade!

GiselleXL disse...

certa vez eu li algo como...:

amar a liberdade, é bem próximo de amar a solidão...

é impactante.. mas tem certo sentido..

=)